quinta-feira, 5 de abril de 2012

Constatação

Não há como negar, ignorar
uma ausência tão presente
tão independente de qualquer
vontade particular.
Tentativas inúteis
são as de neutralizar
sentimento indizível, rebelde
intransigente, sem estilo
insiste em incomodar...
Personificado, com autonomia própria,
 não se permite manipular.
Desacata ordens, diz não
à sua anulação, em qualquer tempo e lugar,
não há castigo que o faça aquietar.
Oportunista, sabe como fragilizar
e quando isso acontece
vibra, faz festa e mostra
que só cresce enquanto tentam,
ingenuamente, dele se livrar.
Híbrido por natureza
provoca a libido de todas as
formas que possa imaginar
Arrepia a epiderme, espalha uma chama
que só apaga com outra similar.
Tesão? Desejo? Admiração? Afinidade?
Sintonia? Sabe-se lá como nominar...
O fato é que quando ele se instala
todos os sentidos reagem em cadeia
fazem complô contra você.
Não há remédio, reza, mandinga
que o faça se afastar...
Entregar-se parece a única opção
e você percebe, vencido,
que entre razão e emoção
não há escolhas, só imposição.

2 comentários: